sábado, 22 de agosto de 2009

Essas tradições...


Tenho vontade de não pensar e muito menos escrever sobre determinados assuntos. Mas para parar de pensar é melhor escrever sobre o assunto que vem martelando minha cabeça. Olho do lado direito da tela de meu computador e vejo uma manchete: "Cunhada de diretor estreia em novela..." Sim parece que não tem importância mas, tem tudo haver com o que acontece no Brasil, a tradição do nepotismo que está arraigado em todas esferas públicas e privadas. Divertido isso: pai, mãe, filho de ator, atriz ou diretor tem emprego garantido. Agora talento, que é bom poucos convencem. Estão lá nas novelas, seriados, jornais e o que mais tiver. E na política que mais nos incomoda, o nepotismo é como uma praga. A família toda tem emprego de filhos a primos uma verdadeira casta. E nos cargos políticos aí a situação é deplorável pois, os feudos passam de gerações a gerações. Agora mesmo o Senado Federal vive mais uma crise e esse" Fora Sarney", já ouvimos também com outros nomes como " Fora Collor", "Fora Renan", e um não muito longe escândalo do Painel violado (se é que não foi fraudado em votações, será que ninguém pensou nessa hipótese?). Um dos violadores é hoje Governador. O que acontece, com esses ilustres senhores, nada. As leis são capengas permitem que renunciem e voltem a se candidatar ou cumprem oito anos e voltam fagueiros e mais animados a nos afrontar. Penso que culpar os eleitores que votam nesses sem ética, seria uma injustiça. O cerne da questão está nos Partidos Políticos que formam chapas com pessoas de condutas desonestas, verdadeiras escórias de nossa sociedade. Os Partidos são também feudos de umas poucas famílias e não tem espaço para novas lideranças. E quem deveria fiscalizar esses partidos para que tivessem o cuidado de não nos apresentar pessoas com condutas sem ética e praticar a democracia não faz nada. Interessante temos Justiça eleitoral que nos obriga a votar e as vezes com dificuldade para escolher um candidato com o perfil de honestidade e comprometimento com o país como desejamos. Será que essa mesma Justiça não deveria ter Leis para moralizar os Partidos Políticos? Imaginar que faremos uma limpeza no Senado e Câmara com o voto é ingenuidade e "Fora Sarney" é outra bobagem, quem o elegeu Presidente do Senado são seus pares que são tão culpados quanto ele . Quantos participavam e participam das benesses? Ali, será que tem alguém que se salva? Na verdade a única forma que pode nos socorrer (precisamos ser socorridos!)é pressionar para Leis que não permitam que se candidatem cidadãos com problemas de condutas e sem ética, que antes de candidatarem passem por um crivo da Justiça e um sonho acabe o nepotismo de cargos políticos. Pai político, que o filho não possa se candidatar enquanto o pai não sair da vida política. Nosso País não merece viver o tempo das Capitanias Hereditárias até hoje. Continuo a sonhar...

3 comentários:

Fatima disse...

Ótimo texto amiga.
Tb ando tão indignada com todos esses acontecimentos.
E eu que acreditava tanto em uma mudança verdadeira. Pelos menos sei que eu não errei em sonhar.
Bjs.

Regina disse...

Querida amiga,

Dissestes bem... o nepotismo faz parte não só da esfera política, mas também de vários segmentos da nossa sociedade... Quem tem "costas quentes", sempre se dá melhor...

O grande problema de tudo está nas leis... é preciso mudá-las, pois elas só beneficiam os próprios políticos...

Enfim... sonhar é preciso e ter esperança de que um dia tudo melhore, também...

Grande beijo, minha querida amiga, obrigada pela amizade de sempre...

Tenha uma semana encantada!

Cris disse...

Indigna Nação de tetas gordas, adorei a imagem e teu texto deveria ser publicado no jornal.
Ah mas não seria né? senso crítico não vende né? afinal, quanto mais acéfalo o povo, mas pasto pra vaquinha.
beijos minha querida!