segunda-feira, 15 de junho de 2009

O vestido Chemise...

Esteve nas araras e vitrines
da vida de sua adolescência.
Agora em suas andanças pela cidade
ela descobre o chemise de seda como em flashback
de um tempo que se descobria a vida.
Veste-o,olha-se no imenso espelho
que reflete outra imagem,de uma mulher diferente
não tem os cabelos lisos e longos, agora são curtos,
nem o olhar surpreso estampado no rosto
pelas descobertas da vida.
A mulher no espelho agora
tem uma elegância madura
de idade indefinida.
É uma imagem bela, segura de si.
O seu chemise de seda é mácio,
gostoso de acariciar,como sua pele.
Ela passa as mãos na textura da seda
e sente as mesmas emoções
daquela garota adolescente
bela!
Só que sem o olhar surpreso.
Ela sabe já: a vida é uma paixão.

5 comentários:

Fatima disse...

Lindo, lindo, lindo!
Me fez lembrar da minha mãe que ama chemise.
Bjs querida.
P.s. terminei de ler o livro da Lya , depois comentamos.

Regina disse...

Querida amiga,

Muito bom sentir os lindos prazeres da vida em diferentes épocas...

Tudo pode mudar com o tempo, mas as boas sensações continuam as mesmas...

Boa semana para você!!

Grande beijo!!

Cris disse...

Nossa Maria minha amiga!!!!
Arrasou!!! Amei esse texto...
Nada como poesia de mulheres que se amam, e que continuam se amando ao passar do anos...lindo demais...

Um grande abraço minha querida!

Maria Fe disse...

que coisa mais linda!!
como é delicioso ver alguém segura de si, e com tantas palavras lindas pra demonstrar isso.
beijos

G I L B E R T O disse...

Dulce Maria

Belissimo, belissimo, belissimo!

Se gostar é primordial, é fundamental.

De nada adianta se a pessoa não tiver primeiro o maior dos amores, o próprio!

Fique bem, minha querida!