domingo, 22 de março de 2009

POEMA (AUTOR: PAULO LEMINSKI )

Sorte no jogo
azar no amor
de que me serve
sorte no amor
se o amor é um jogo
e o jogo não é o meu forte,
meu amor?

3 comentários:

Regina disse...

Será mesmo que o amor é um jogo?!!

Tenho cá minhas dúvidas... rsrs...

Para mim, quem joga, não ama!

Querida amiga, tenha um ótimo dia!!

Beijos!!

Maria das Graças disse...

OI Regina penso que Leminski,fez uma brincadeira em que compara o amor com um jogo pode ser amoroso e tão bom e ele disse isso lindamente!

O Jogo amoroso é uma delícia !!! Faz parte do mistério, da magia,da poesia que envolve o amor...As entrelinhas do Leminski falam do jogo terno e não do jogo trapaceiro que maltrata.É o que entendo ,afinal amei demais...e o segredo talvez seja este amar fazendo de cada dia uma emoção diferente sem cair no lugar comum...Beijos.

Amy Dollares disse...

Azar nos dois....rsrs