domingo, 8 de novembro de 2009

O Segundo tempo

O respeito que tenho por ritos e símbolos traz-me reflexões sobre a vida. A minha família tem uma tradição de cultuar a simbologia de acontecimentos marcantes, como uma herança que passa de geração a geração, como houvesse uma repetição de um filme com atores diferentes. Agora mesmo aconteceu o casamento de meu filho com toda alegria e emoção que temos direito. As vezes criticam-se a cerimonia e a recepção, como bobagens sem necessidade pelos custos financeiros que despendemos. Para mim independente de fé ou de custos ou mesmo o trabalho que temos ao organizar tudo, como manda o figurino, o que conta é o amor e a disposição do casal que em um ato de humildade faz o seu juramento público de um compromisso maior com um projeto de vida a dois. E a alegria do partilhamento com os amigos não tem preço. Na verdade o que se torna sagrado para nós é o que amamos e que partilhamos com nossos amigos. E no passar a limpo o símbolo do casamento do meu filho para mim vem o fechar de um ciclo muito bonito em minha vida, que começou já faz tempo de uma forma muito linda em que o amor floresceu e predominou em uma caminhada feliz. Sim feliz, pois as perdas nunca foram por falta de amor mas as naturais da vida com a sua finitude que nos coloca frente aos conflitos existenciais. E agora vejo- me a frente de um segundo tempo da minha vida . Um ciclo se fecha e o outro que se inicia, o famoso segundo tempo. Certamente um desafio a vencer, nessa caminhada que se chama vida com sonhos e realidade.

6 comentários:

Maria Fe disse...

que lindo Maria!!!
andamos sumidas né..rs
Já vi que você teve felizes motivos pra isso.
Concordo com você que temos que dar valor aos pequenos gestos, nao importa o quanto damos por eles, ainda mais quando esses gestos marcam grandes emoções, sentimentos...
beijo grande

Maria Fe disse...

ah, e parabéns pelo filhão, que aliás, é a sua cara!!!

Fatima disse...

Lindo texto amiga!
Bjs.

Regina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
G I L B E R T O disse...

Maria, dulce!

Teus textos estão cada dia melhores, minha amiga!

Há que se privilegiar os ritos sim e os simbolos, pois eles dão significados para nossas vidas.

Abraços e estejas sempre feliz!

neste segundo tempo de nossas vidas, aprenda a olhar sempre com alegria (que voce sempre possui) e otimismo e esperança, mantenha o espirito jovem e cultue amizades, e energize sempre seu cotidiano com diferentes atividades sociais e físicas.

A vida merece ser vivida, minha linda amiga!

Abraços

Eu,Mulher, na Idade Madura disse...

Obrigada pelo incentivo, Maria...
Meus 3 filhos já se casaram e tenho 1 neto, que me veio de presente já com 9 anos(agora já é adolescente), e 2 netinhos, que vi nascer e estou vendo crescer. Conviver,tão próximo,com estes dois pequeninos, trouxe-me de volta a viver a vida, com os risos comuns aqueles, que tem a benção de acompanhar de perto, o milagre da continuidade da vida, através de seus filhos(e noras)amados!
Um feliz início de "segundo tempo", pra você!