quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Poema de Mário Quintana.

Se as estrelas são inatingíveis
isso não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos se não fora
a mágica presença das estrelas.

Um comentário:

Renata disse...

Muitas são as estrelas presentes em nossa vida... presentes no céu, no mar, na terra, nos trabalhos, nas rotinas, no amor... O brilho das estrelas, de tão belo, nos faz persegui-las, não recordando de serem inatingíveis... por fim, acabam sendo atingíveis.