quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Zilda Arns


A médica Zilda Arns está entre as vítimas do terremoto do Haiti. Ela estava em missão humanitária no Haiti.

Médica pediatra e sanitarista Zilda Arns é a fundadora e cordenadora internacional da Pastoral da Criança. Irmã do Cardeal -arcebispo emérito de São Paulo, ela nasceu em Santa Catarina, em 1934. Dedicou sua vida a trabalhos de solidariedade, apostando na educação como ferramenta para combate a doenças infantis e à desnutrição. Em 1983, a pedido de D. Evaristo, iniciou os trabalhos da Pastoral da Criança, uma entidade que tem o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Atuava também na cordenação da Pastoral da Pessoa Idosa, e participava como representante da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil(CNBB) no Conselho Nacional da Saúde e no Conselho Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES).

Sua atuação rendeu diversos prêmios e homenagens no Brasil e no mundo.
-Comenda do Rio Branco (2001).
-Personalidade Brasileira de Destaque no Trabalho em Prol da Saúde da Criança.(1998- Unicef)
-Heroina da Saúde Pública das Américas (2002-Organização Pan-Americana da Saúde).
-O prêmio Woodrow Wilson (2007).
-Recebeu o título de doutor honoris causa em cinco Universidades.
- A Pastoral da Criança brasileira concorreu ao Prêmio Nobel da Paz.

Dra. Zilda Arns é uma perda para o Brasil e para o mundo. Essa mulher extraordinária de uma família que tem por tradição trabalhar em causas nobres é um exemplo a ser seguido pelas pessoas que se doam ao bem comum, principalmente aos mais carentes. Dra. Zilda morre como viveu praticando o amor e a solidariedade aos mais carentes. É comovente fazer uma revisão na vida dessa brasileira que nos deixa uma herança : a solidariedade. Zilda Arns deveria incorporar ao seu nome a palavra Solidariedade. Estamos tristes e reflexivos.

8 comentários:

Sou Mulher ... disse...

Olá Maria da Graça!
Foi bom ler seu post. Não sabia nada a respeito de Zilda Arns e agora, sinto que fará falta a muitos mais, do que sua família e amigos!
Sempre ficamos penalizados ao saber que se foi alguém, que dedicava sua vida, com compaixão e amor, à contrução de um mundo melhor.
Abraço, Vera.

manuel marques disse...

Em primeiro lugar os meus pésamos para todo o Brasil.
Em segundo o meu obrigado pela visita ao meu quintal.Volte sempre que queira .Em terceiro a Fátima é uma querida.

Beijo.

Sandra disse...

Com certeza amiga.
Perde-se uma grande pessoa.
Vim lhe conhecer e deixar o convite para vim me visitar.
Belo o seu texto.
Com muito carinho
Vim através do Manu.
Se me permiteres, solicito o teão de amigos.
Venha conferir os blogs e dar o seu aval.
Sandra

Fatima disse...

Fiquei tão triste Maria.
Quando eu era adolescente participava de um trabalho voluntario da pastoral do menor e tive o prazer de conhecer a doutora Zilda, pessoa gentil e delicada com todos. Como vc bem disse; perde o Brasil, perde o mundo todo.
Bjs.

Regina disse...

Querida Maria,

Estamos todos tristes com esta grande perda, mas o legado e a lição de vida que Dona Zilda nos deixou, permanecerão eternos...

Minhas orações à esta grande mulher e à todas as vítimas desta tragédia...

Sandra disse...

Que bom que passou por lá.
Fiquei muito feliz.
Quanto ao texto eu já consegui outro na nete além do vídeo. Mesmo assim eu lhe agradeço.
SVolte sempre. Na interação de amigos já postei. http://sandrarandrade7.blogspot.com

Retribuindo o seu carinho e deixando um selinho para vc.
Amada!
Venho lhe oferecer um lindo selinho.
Mulheres poderosas somos. Por isso vamos comemorar.
Espero que goste...
http://sandraandrade7.blogspot.com/
Com muito carinho te espero lá.
Sandra

Regina disse...

Linda amiga Maria,

Passando para desejar uma semana muito feliz!!

Fique sempre muito bem...

Beijo!!

Sandra disse...

Vim lhe desejar um linda dia e lhe convidar para conhecer meus outros dois blgs.
Quem sabe a ter ser minha mais nova seguidora.
será um grande prezer te receber lá.
Um grande abraço.
Sandra

Tem um selinho em http://sandrarandrade7.blogspot.com
interação de amigo, agradece a sua presença.