segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Saga de uma sogra

Deparei-me com algo que nunca havia passado em minha cabeça, ser sogra. Afinal não tive sogra. A minha filha casou-se faz pouco tempo com uma pessoa que é um luxo. Como consequência não cai na real que tornei-me sogra. Agora é a vez de meu filho que trouxe -me uma nora que a considero uma filha. Só que tem acontecido cenas inusitadas, ao sairmos algumas pessoas ficam admiradas quando ela diz que sou sua sogra . A última cena em uma loja foi divertida com o seguinte diálogo: - Você é a mãe dela ? ( respondo para a garota que também experimentava roupas). -Não, sou a sogra. ( a garota olha para sua mãe com ar de espanto). - Mãe, ela não é a mãe dela, é a sogra!!!! Sorri para a mãe e sua filha e, me dei conta que entrei no rol de uma figura meio maldita, a famosa sogra. Outra cena, em um telefonema conto para minha irmã que um jovem filho de uma amiga nossa ficou casado exatamente sete meses e separaram. Ela inocentemente me diz: Coitado, também morando com a sogra não podia dar certo. Certamente a jararaca interferia na vida dos dois. Desatei a rir, minha querida irmã você esqueceu que agora sou sogra . É parece que ser sogra tem uma maldição. Reflito bem e penso que o meu desafio é desmentir essa saga de sogra malvada. Tenho alguns trunfos mágicos que são muito importantes: não tenho ciúmes de meus filhos, quem os ama tem o melhor passaporte para me conquistar, respeitá-los em suas vidas sem jamais interferir em seus relacionamentos.
Estou encantada em ser uma sogra. Agora tenho quatro maravilhosos filhos.

6 comentários:

Cris França disse...

Maria minha querida,

Ri um monte com este post

"me dei conta que entrei no rol de uma figura meio maldita, a famosa sogra."

só vc mesmo...rsrsrs

bom tê-la de volta! bjo grande!

Maria Fe disse...

adorei!!! e ser sogra e nora (ou genro) pode sim ser uma relação maravilhosa!!!
Maria, minha amiga, fiquei até preocupada com seu sumiço! que bom que voltou!!! Eu to sem tempo de postar de novo, mas vim aqui e te vi, que bom!!
beijao

Fatima disse...

Eu e minha sogra somos grandes amigas. Sorte da sua nora ter uma sogra como vc.
Estava sentindo tanto sua falta e quando vinha matar a saudade o computador deu um probleminha.
Ainda bem que agora está tudo bem.
Bjs querida.

G I L B E R T O disse...

Maria

Bom ve-la de volta!

E, sendo tão simpática e sensivel como tu és, nada mais normal do que teu genro e nora se dar bem contigo.

Se há alguém que vai derrubar este preconceito contra sogras, este alguém é voce, minha querida!

Abraços!


Pensei até em contar uma piadinha sobre sogra, mas seria muita maldade de minha parte... Não consigo ser-lhe maldoso nem com piadas minha amiga!!!!

Maria das Graças disse...

Meus queridos amigos ser sogra ainda vai render-me muitas passagens hilariantes...rsrsrs.

Bom isso, vou encarar e o Gilberto pode contar suas piadinhas de sogra,prometo morrer de rir.

Beijos para vocês.

Eu,Mulher, na Idade Madura disse...

Olá Maria! Minha norinha mandou 1 email hoje,indicando seu blog. Porque já lhe falei das coisas que li no seu post...sobre ter que acabar c/ o preconceito,etc.Parece que encaramos o assunto, com a mesma disposição aberta e positiva.Bom te conhecer!
A vida agora está me ensinando lições mais duras, com minha outra nora,o que me surpreendeu e me deixa triste... mas tenho esperança de que o tempo (e o esforço pessoal, claro) há de resolver parte da coisa. Vou escrever sobre este desafio no meu blog.
Abração,Vera.