terça-feira, 13 de janeiro de 2009

O TEMPO (AUTOR PABLO NERUDA).


DE MUITOS dias se faz um dia,uma hora
tem minutos atrasados que chegaram e o dia
forma-se com estranhos esquecimentos,metais,
cristais,roupa que seguiu nos recantos,
predições,mensagens que não chegaram nunca.

O dia é um tanque num bosque futuro,
esperando,povoando-se de folhas,de advertências,
e os sons opacos que entraram na água
como pedras celestes.

E na margem
ficam pegadas douradas da raposa vespertina
que como um pequeno rei rápido quer a guerra:
o dia acumula em sua luz fibras e murmúrios:
tudo surge de repente como uma vestimenta
que é nossa,é o fulgor acumulado
que guardava e que morre por ordem da noite
derramando-se na sombra

3 comentários:

Willie From: disse...

You have a very nice blog keep it going. Cum and tell me what you think of my blog and learn more about how we live in South Africa by following sum of the links I give on my blog you can even see more interesting things about SA. Visit: http://www.nowinsouthafrica.blogspot.com

Regards
Willie

Mena G disse...

Confesso que Pablo Neruda é um dos meus poetas favoritos, talvez por o ter lido numa época em que ele ainda proibido ou do esforço que fiz para entender a sua língua...
O post está belissimo!!!!

Regina disse...

E eu confesso que realmente Neruda é complexo!!

Beijos, querida amiga, tenha um ótimo dia!!